Filme ‘O Sonho de Wadjda’ terá sessão com audiodescrição no no Sesc São Carlos

No próximo domingo, dia 9 de dezembro, às 17h30, o filme ‘O Sonho de Wadjda’ será exibido no Sesc São Carlos, cidade do interior de São Paulo, com o recurso de audiodescrição produzido pela Iguale Comunicação de Acessibilidade.

O filme com AD faz parte da Semana ‘Modos de Acessar’ que discute a acessibilidade atitudinal e a sua importância para o pleno exercício da cidadania das pessoas com deficiência.

Sobre o filme

Wadja é uma menina de 12 anos que mora no subúrbio de Riad, capital da Arábia Saudita. Embora ela viva em uma cultura conservadora, é uma garota cheia de vida, que usa calça jeans, tênis, escuta rock’n’roll e deseja apenas uma coisa: comprar uma bicicleta para poder disputar uma corrida com seu melhor amigo Abdallah. Mas em uma sociedade que diz que as bicicletas são apenas para meninos, ela enfrentará muitas dificuldades para realizar seu sonho.

Descrição da imagem #pracegover #pratodomundover: imagem retangular colorida, de divulgação. Ao centro está Wadjda. Ela tem pele clara, usa calça jeans, camiseta branca, com uma camisa xadrez por cima e uma espécie de batina preta. O nome específico da vestimenta que cobre todo o corpo das mulheres na Arábia Saudita é abaya. Ela está ao centro, e ao seu lado estão duas bicicletas. Wadjda olha para elas. Logo acima da da menina estão algumas bandeirinhas coloridas.

Agenda

Exibição do filme ‘O Sonho de Wadjda’ 

Local: Sesc São Carlos | São Carlos – SP.

Data e horário: 09 de dezembro de 2018 às 17h30

Audiodescrição: Iguale Comunicação de Acessibilidade

Sobre os ingressos: retirada limitada a dois ingressos por pessoa, com 1 hora de antecedência.

Mais informações: www.sescsp.org.br/programacao/174117_O+SONHO+DE+WADJA

 

Sesc São Carlos terá sessões com audiodescrição para os filmes ‘Girimunho’ e ‘Menos que nada’

São Carlos, 28 de novembro de 2013 – As sessões dos filmes “Girimunho” e “Menos que Nada”, no Sesc São Carlos, no dia 1º de dezembro, terão audiodescrição da Iguale Comunicação de Acessibilidade. Este recurso é ideal para promover a inclusão da pessoa com deficiência visual ou baixa visão, já que traduz do visual para o verbal, imagens dinâmicas ou estáticas em descrições sonoras isentas de julgamento de valores e com o máximo de detalhes possíveis, relatando de forma harmônica, toda e qualquer informação visual das cenas destas obras cinematográficas.

A exibição dos filmes com audiodescrição faz parte da programação da Virada Inclusiva do Sesc São Carlos, atrelada ao “Dia Internacional da Pessoa com Deficiência”, comemorado no dia 3 de dezembro. Segundo Susana Coutinho de Souza, que atua no departamento de Programação do Sesc São Carlos, no fim de semana que conecta os meses de novembro e dezembro, o Sesc São Paulo, em parceria com a Secretaria do Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, promove a quarta edição da Virada Inclusiva. Os eventos, oficinas e demais atividades têm como objetivo estimular o exercício da cidadania e a inclusão social de todas as pessoas, com e sem deficiência, em ações culturais, esportivas e de lazer.

Estas sessões com o recurso de audiodescrição fazem parte das atividades do Sesc São Carlos, dentro da 4ª edição da Virada Inclusiva. Para saber mais acesse: viradainclusiva.sedpcd.sp.gov.br.

Sobre os filmes

Girimunho – Conta a história de duas mulheres que observam os redemoinhos no rio, em pleno sertão mineiro. Uma delas perdeu o marido e sofre, em silêncio, tendo apenas as novidades dos netos como consolação. A outra carrega consigo um tambor e marca o ambiente com seus sons. Elenco: Maria Sebastiana Martins Álvaro, Luciene Soares da Silva.

Esta foto mostra a personagem Bastú, uma senhora de aproximadamente 65 anos, de pele morena bem queimada pelo sol, cabelos compridos, lisos e grisalhos que descem até o meio de suas costas. Ela está do lado direito da imagem, de perfil, olhando para frente enquanto sorri. A foto só revela a parte superior de seu corpo, do tórax para cima. Ela tem os braços esticados à frente e suas mãos se apoiam em um objeto metálico. Usa um vestido escuro, de mangas curtas e detalhes floridos. Ao fundo há uma parede desgastada, feita de tijolos de barro e sem acabamento. Crédito: divulgação

Menos que nada – Dante é um doente mental que está internado em um hospital psiquiátrico. Ele foi diagnosticado com esquizofrenia e não fala com ninguém ou recebe visitas. Este homem desperta a atenção da Dra. Paula, uma jovem residente que decide tratá-lo após acompanhar um de seus surtos no pátio do hospital. Procurando desvendar as relações sociais do paciente, a médica decide colher uma série de depoimentos de pessoas que conviviam com Dante antes do tratamento.  Elenco: Felipe Kannenberg, Bianca Messina, Rosanne Mulholland.

Esta foto do filme "Menos que nada" mostra as personagens "Doutora Paula" e "Dante" em um grande pátio, vistos através de grades de ferro, como as de um presídio. Ela está do lado esquerdo da imagem. Tem aproximadamente 30 anos, a pele clara e os cabelos lisos na altura do pescoço. Usa um jaleco branco. Está com o tronco curvado para frente, olhando nos olhos de Dante. Ele, que está no canto direito da imagem, parece estar sentado e cabisbaixo. Seu ombro esquerdo está apoiando na grade. Tem pele clara, cabelos desgrenhados, barba e bigode escuros. Usa camiseta cinza. Crédito: divulgação

Agenda:

Filmes com audiodescrição

Realização: Sesc São Carlos

Data: Dia 1 de dezembro

Horário: 17h – Girimunho

Horário: 19h – Menos que nada

Audiodescrição: Iguale Comunicação de Acessibilidade – www.iguale.com.br