Festival Internacional de Curtas de São Paulo terá recursos acessíveis ao vivo produzidos pela Iguale

O 29º Festival Internacional de Curtas de São Paulo, que acontece em São Paulo, terá nesta quinta-feira, dia 30, sessões com os recursos de audiodescrição e Open Caption produzidos ao vivo pela Iguale Comunicação de Acessibilidade. Ao todo serão dez curtas contendo recursos de acessibilidade, dos quais nove serão feitos ao vivo pela equipe da Iguale. Essas exibições acontecerão no CineSesc.

Descrição da imagem #pracegover #pratodomundover: em uma imagem retangular, de fundo levemente amarelado, estão espalhadas algumas imagens meios desconexas, feitas em grafismos, como pernas, penas, uma câmera e um olho. Essas imagens estão em tons pastel como o laranja, o amarelo, o azul e o cinza. No canto esquerdo está escrito 29º Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo – 22 de agosto a 2 de setembro de 2018.

O 29º Festival Internacional de Curtas de São Paulo segue até o dia 2 de setembro. A mostra, reconhecida no cenário mundial de curtas-metragens, reúne 323 filmes. A edição de 2018 tem como tema “Em Busca do Tempo de Agora” e traz reflexões sobre questões urgentes por meio do audiovisual. Representatividade política, crise dos refugiados, empoderamento de minorias e a influência do digital são alguns dos assuntos que pautam os filmes selecionados.

Além das sessões no CineSesc, as exibições também acontecem no Museu da Imagem e do Som – MIS SP,  Cinemateca Brasileira, Espaço Itaú de Cinema, Centro Cultural São Paulo – CCSP e Circuito Spcine.

Programação – Dia 30 de agosto de 2018

15h: Sessão acessível (reprise dos filmes da abertura)

1 – O ÓRFÃO – 14’57”

2 – RAPINA – 13′

3 – GUAXUMA – 14’16”

4 – A BATALHA DE SÃO ROMANO – 2’25”

5- RENASCIMENTO É PRECISO – 10’31”

6 – ARTEM SILENDI – 7’25”

 17h30: Sessão acessível (Diferente como todo mundo 2)

7 – CLUBE DO OTIMISMO – 20′

8 – PAGAR 4 NUNCA MAI$ – 14’43”

9 – PROFANAÇÃO – 25′ (não contará com os recursos pela Iguale, pois o curta já possui acessibilidade como parte da “proposta poética”, segundo os realizadores).

10 – YZALÚ – RAP, FEMINISMO E NEGRITUDE – 19’12”

Agenda:

Sessões com AD e Open Caption no 29º Festival Internacional de Curtas do CineSesc

Data: 30 de agosto de 2018

Realização: Associação Cultural KinoForum

Local: CineSESC*

Recursos de acessibilidade: Iguale Comunicação de Acessibilidade**

Mais informações: https://2018.kinoforum.org/

*O festival também ocorre em outras salas, porém estas não têm acessibilidade prevista.

**AD e legendas Open Caption ao vivo para nove curtas.

 

 

 

‘Conselho de Classe’ é o próximo espetáculo com audiodescrição a se apresentar na IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro

O recurso inclusivo estará disponível nesta e em mais quatro peças de teatro que fazem parte da programação que segue até julho; a qualidade da produção é assinada pela Iguale

São Paulo, 4 de abril de 2017 – A IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro prossegue até julho com espetáculos de muita qualidade, no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo. Agora em abril será a vez de ‘Conselho de Classe’. A apresentação de mais esta peça será nos dias 22 e 23 de abril, sendo que a Iguale Comunicação de Acessibilidade estará produzindo o recurso de audiodescrição ao vivo apenas no sábado (22).

Com a audiodescrição, os espetáculos que fazem parte da Mostra proporcionam autonomia aos espectadores com deficiência visual que têm melhor entendimento do conteúdo não verbal. Segundo o diretor da Iguale, Mauricio Santana, em um espetáculo teatral, por exemplo, a audiodescrição, que pode ser considerada um modo de tradução audiovisual intersemiótica (do visual para o verbal), narra através ou pela voz de um audiodescritor, o máximo de detalhes de tudo o que acontece nos atos, sem o qual a pessoa com deficiência visual não compreenderia.

#pracegover: a imagem retangular, com cor de fundo verde escuro, em formato que simula um ticket, contendo nas extremidades bordas na cor branca, compõe o logotipo da IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro. Este nome está escrito entre as máscaras que são o símbolo do teatro. Do lado esquerdo, a máscara com a expressão triste, representando a tragédia, e do lado direito, a máscara com a expressão feliz, representando a comédia. As máscaras também estão na cor branca, assim como o nome da mostra.
#pracegover: a imagem retangular, com cor de fundo verde escuro, em formato que simula um ticket, contendo nas extremidades bordas na cor branca, compõe o logotipo da IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro. Este nome está escrito entre as máscaras que são o símbolo do teatro. Do lado esquerdo, a máscara com a expressão triste, representando a tragédia, e do lado direito, a máscara com a expressão feliz, representando a comédia. As máscaras também estão na cor branca, assim como o nome da mostra.

Mauricio revela ainda que a audiodescrição interage de acordo com os espaços oferecidos entre os diálogos dos personagens, respeitando o roteiro original, as intenções de pausas, ruídos sonoros e trilhas. “É um recurso que promove acesso e autonomia às pessoas com deficiência visual, por isso é tão importante para a inclusão da pessoa com deficiência”, complementa o diretor da Iguale.

Fazem parte da Mostra, espetáculos de qualidade, produzidos por companhias, grupos e produtores independentes, que circularam pelos mais variados pontos do país, durante o Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2015/2016. Segundo os realizadores, a Mostra, cuja realização se dá em parceria com o Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer e o Itaú Cultural, leva o público a um painel da produção teatral contemporânea a preços populares, com ingressos a R$ 20, e apresentações sempre aos sábados e domingos.

Até o momento já subiram no palco do Auditório Ibirapuera os espetáculos Duelo, Rádio Variété e Trágica.3. Agora em abril será a vez de Conselho de Classe. E nos meses seguintes: Vianinha conta o Último Combate do Homens Comum, Contrações, BR TRANS e Nós Sempre Teremos Paris. No elenco destes espetáculos, estão nomes como Débora Falabella, Camila Pitanga, Denise Del Vecchio e Françoise Forton.

AGENDA

IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro

ABRIL – dias 22 e 23 – Conselho de Classe

Elenco: Leonardo Netto, Marcelo Olinto, Lourival Prudêncio, João Rodrigo Ostrower, Thierry Trémouroux, Cesar Augusto

Direção: Bel Garcia e Susana Ribeiro

MAIO – 27 e 28 – Vianinha conta o Último Combate do Homem Comum

Elenco: Alexandre David, Ana Barrosos e Ana Veloso e elenco

Direção: Aderbal Freire-Filho

JUNHO – 17 e 18 – Contrações

Elenco:  Debora Falabella e Yara de Novaes

Direção: Grace Passô

JUNHO – 24 e 25 – BR TRANS

Elenco: Silvero Pereira

Direção: Jezebel De Carli

JULHO – 01 e 02 – Nós Sempre Teremos Paris

Elenco: Françoise Forton e Mauricio Baduh, texto de Artur Xexéu

Direção: Jacqueline Laurence

Mais informações: www.mostradeteatro.com.br

Iguale faz audiodescrição do espetáculo ‘Quem tem medo do escuro?’ nesta sexta, no CCSP

A equipe da Iguale está com tudo pronto para a audiodescrição do espetáculo “Quem tem medo do escuro?”, em cartaz amanhã (28), às 14h30, no Centro Cultural São Paulo (CCSP). Com este recurso acessível, as pessoas com deficiência visual presentes nesta sessão, terão melhor entendimento dos detalhes do cenário, figurino e até mesmo das cenas, explica Maurício Santana, diretor da empresa.

Com entrada gratuita, o espetáculo da Caravana Companhia de Teatro é um ótimo programa para toda a família, grupos escolares, de instituições, entre outros. O tema principal é o escuro, algo que remete lembranças e faz com que crianças e adultos se identifiquem com seus próprios medos, ilustra Lizette Toledo de Negreiros, da Divisão de Curadoria e Programação do CCSP.

Sinopse:

Imagine o que pode acontecer quanto três crianças se preparam para dormir num quarto escuro. O que teria dentro do guarda-roupa? Por que a bruxa, o fantasma, e o monstro aparecem na silhueta dos móveis na imaginação da criança? Quem tem medo do escuro? Trata de maneira lúdica e criativa do enfrentamento dos medos desses pequenos na vida.

Ficha técnica:

Nome do espetáculo: Quem tem medo do Escuro?

Autor: Márcio Araújo e Fernanda Morais (a partir de uma ideia original de Evandro Rigonatti)

Direção e Cenografia: Evandro Rigonatti

Música original, letras e piano: Tato Fischer

Bonecos: Jésus Sêda

Coreografia: Elizabeth Pelegrini

Figurino e adereços: João Guerreyro

Elenco: Fabiana Carlucci, Hugo Picchi e Elber Marques

Grupo teatral: Caravana Companhia de Teatro

Produção: Palipalan Arte e Cultura

Audiodescrição: Iguale Comunicação de Acessibilidade

Duração: 50 minutos

Idade: a partir de quatro anos

Agenda:

Dia 28 de Junho de 2013 (apresentação com audiodescrição)

Horário: 14h30

Ingresso: Livre

Local: Sala Jardel Filho – 300 lugares

Agendamento: Divisão de Ação Educativa (fone: 3397-4036, das 10h às 17h) ou através do email: [email protected]

Onde: Centro Cultural São Paulo

Endereço: Rua Vergueiro 1.000 – próximo ao Metrô Vergueiro

Fones: 3397-4001 / 3397-4002 – Central de Informações

Mais informações:

Liliana Liberato

Assessora de Imprensa

(11) 9 7999-2802

[email protected]

4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul

Página home do site da mostra de cinema

Página de filmes da mostra de cinema

Desenvolvimento de acessibilidade para site da 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul.

Clique aqui para conhecer o site