TV aberta: programação audiodescrita passa para 4h semanais a partir de hoje

O aumento do número de horas é um avanço, mas ainda é pouco diante da quantidade de conteúdo apresentado diariamente pelas emissoras

 Vale a partir desta segunda-feira, dia 1º de julho, o disposto na Portaria n.o 188, do Ministério das Comunicações, que obrigada as emissoras de TV aberta ampliar de 2h para 4h semanais a programação audiodescrita. A audiodescrição é um recurso acessível que compreende a narração, em língua portuguesa, integrada ao som original da obra audiovisual, contendo descrições de sons e elementos visuais e quaisquer informações adicionais que sejam relevantes para possibilitar a melhor compreensão desta, por pessoas com deficiência visual e intelectual.

“A ampliação do horário é importante e representa um avanço na luta dos direitos da pessoa com deficiência. Nós que trabalhamos nesta área e acompanhamos a legislação sabemos que ainda há muito o que avançar, mas são essas conquistas que fazem o país oferecer condições cada vez mais iguais aos seus cidadãos. Na Inglaterra, por exemplo, algumas emissoras já oferecem 50% da programação com audiodescrição, sendo que a lei exige 10%. O nosso desejo é que essa seja uma realidade também no Brasil, futuramente”, argumenta Mauricio Santana, diretor da Iguale Comunicação de Acessibilidade.

O aumento do número de horas vem a atender um dos anseios da pessoa com deficiência, no que se refere a ter mais acesso e melhor entendimento do conteúdo produzido pelas emissoras de TV; como novelas, programas humorísticos, jornalísticos, esportivos, infantis, de variedades, seriados, dentre outros. Além dos filmes publicitários (comerciais) exibidos durante os intervalos das programações. No entanto, mesmo com a ampliação, a carga horária ainda é pequena, devido à grande quantidade de material que as emissoras de TV, em todo o país, disponibilizam aos espectadores, diariamente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.