Comédia “Minha mãe é uma peça 2” estreia com acessibilidade no app MovieReading

Fim de ano tem festas, férias e filme com recursos inclusivos de LIBRAS, audiodescrição e legendas, produzidos pela Iguale, nos cinemas

 16 de dezembro de 2016 – Dona Hermínia está de volta e promete fazer todo mundo rir em “Minha mãe é uma peça 2”, filme que estreia dia 22 de dezembro, nos cinemas, com os recursos de LIBRAS, audiodescrição e legendas descritivas ou legendas para surdos e ensurdecidos (LSE), no aplicativo acessível MovieReading.

Por meio da parceria com a ETC Filmes, a Iguale Comunicação de Acessibilidade, que no Brasil e na América do Sul é a responsável pelo aplicativo, produziu o roteiro e os recursos acessíveis desta comédia nacional, disponibilizando-os gratuitamente para os usuários de smartphones e tablets, dos sistemas operacionais IOS e Android, no app MovieReading.

 Descrição da imagem #pracegover: sobre um fundo branco há uma foto, dentro de uma moldura dourada com entalhes curvilíneos em estilo "rococó", apresentando os três personagens principais do filme.  No centro, Dona Hermínia (interpretada por Paulo Gustavo) olha para frente enquanto segura uma xicara com a mão direita.  Ela está com os olhos arregalados e faz um biquinho de beijo. Do lado esquerdo está Marcelina (vivida por Mariana Xavier) e do lado direito, Juliano (vivido por Rodrigo Pandolfo). Ambos estão próximos do rosto da mulher e fazem biquinho, prestes a beijá-la na bochecha. A direita da foto emoldurada, o nome do filme: “Minha mãe é uma peça 2”. Cada palavra do título está dentro de um retângulo diferente em tamanho e cor.  Na parte inferior da divulgação estão as informações: “Com acessibilidade através do app MovieReading Brasil” e abaixo, os ícones dos recursos acessíveis de audiodescrição, legendas closed caption e LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais, além do logo do app com o endereço do site www.moviereadingbrasil.com.br. Mais abaixo, há a mensagem: “A Iguale Comunicação de Acessibilidade é a representante exclusiva do APP MovieReading no Brasil e América do Sul”.

Descrição da imagem #pracegover: sobre um fundo branco há uma foto, dentro de uma moldura dourada com entalhes curvilíneos em estilo “rococó”, apresentando os três personagens principais do filme. No centro, Dona Hermínia (interpretada por Paulo Gustavo) olha para frente enquanto segura uma xícara com a mão direita. Ela está com os olhos arregalados e faz um biquinho de beijo. Do lado esquerdo está Marcelina (vivida por Mariana Xavier) e do lado direito, Juliano (vivido por Rodrigo Pandolfo). Ambos estão próximos do rosto da mulher e fazem biquinho, prestes a beijá-la na bochecha.
A direita da foto emoldurada, o nome do filme: “Minha mãe é uma peça 2”. Cada palavra do título está dentro de um retângulo diferente em tamanho e cor.
Na parte inferior da divulgação estão as informações: “Com acessibilidade através do app MovieReading Brasil” e abaixo, os ícones dos recursos acessíveis de audiodescrição, legendas closed caption e LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais, além do logo do app com o endereço do site www.moviereadingbrasil.com.br.
Mais abaixo, há a mensagem: “A Iguale Comunicação de Acessibilidade é a representante exclusiva do APP MovieReading no Brasil e América do Sul”.

Com o aplicativo, ao assistir “Minha mãe é uma peça 2”, o público poderá se divertir com Paulo Gustavo e grande elenco, mas também conhecer mais de perto o trabalho da Iguale. Como explica Mauricio Santana, diretor da Iguale, o MovieReading é uma inovação da tecnologia assistiva que veio para mudar o modo como a pessoa com deficiência assimila o conteúdo das obras audiovisuais e se relaciona com o universo do cinema. Segundo Santana, o público já está utilizando e se familiarizando com o MovieReading que, com mais este título, passa a disponibilizar 20 filmes com recursos acessíveis.

Assim como nos outros filmes já lançados em 2016, com os recursos de acessibilidade no app, neste caso também é necessário ter um celular ou tablet com fones de ouvido e microfone habilitado. Ao selecionar o arquivo de acessibilidade correspondente ao filme baixado no ambiente do MovieReading, e clicar no botão de comando, automaticamente o app sincroniza ou a audiodescrição, ou a LIBRAS ou a legenda ao áudio original.

Depois de baixados nos dispositivos, para ter acesso ao app e conteúdos produzidos para acessibilidade, não é mais necessário estar conectado à Internet ou rede WI-Fi exclusiva no momento da exibição. Assim, o aplicativo e os recursos contidos no MovieReading podem ser utilizados em qualquer sala de exibição em todo o país.

Sinopse

Dona Hermínia está de volta, desta vez, rica, depois que passou a apresentar um bem-sucedido programa de TV. Porém, na sequência de Minha Mãe É uma Peça – O Filme, a personagem superprotetora vai ter que lidar com o ninho vazio, afinal Juliano e Marcelina resolvem criar asas e sair de casa. Para balancear, Garib, o primogênito, chega com o neto. E ela também vai receber uma longa visitinha da irmã Lucia Helena, a ovelha negra da família, que mora há anos em Nova Iorque.

Ficha técnica

Direção: César Rodrigues

Elenco: Paulo Gustavo, Rodrigo Pandolfo, Mariana Xavier, Patrícia Travassos

Gênero: comédia

Recursos acessíveis: Iguale Comunicação de Acessibilidade

Aplicativo acessível: MovieReading

‘Porta dos Fundos – Contrato Vitalício’ estreia nos cinemas com recursos acessíveis no app MovieReading

A produção da audiodescrição, legendas e Libras é da Iguale Comunicação de Acessibilidade, resultado da parceria com a ETC Filmes

São Paulo, Julho de 2016 – Mais um filme nacional estreia nos cinemas de todo o Brasil com os recursos de acessibilidade produzidos pela Iguale e disponibilizados gratuitamente no aplicativo MovieReading. A conquista é fruto da parceria com a primeiro longa-metragem do coletivo de humor liderado pelo ator e roteirista Fábio Porchat, chega às salas de cinema para divertir e também contribuir com a inclusão do público com deficiência às obras audiovisuais.

Como explica Mauricio Santana, diretor da Iguale, ao decidir pela produção dos recursos de audiodescrição, legendas e LIBRAS, os responsáveis pela produção e distribuição do filme ‘Porta dos Fundos – Contrato Vitalício’ contribuem para que a pessoa com deficiência compreenda com mais riqueza de detalhes as situações contidas no filme, muitas vezes imperceptíveis a quem, por exemplo, tem deficiência visual ou auditiva. E esta é uma grande contribuição, já que ao os recursos disponibilizados no MovieReading têm acesso gratuito. “O aplicativo não depende de rede Wi-fi, por isso pode ser acessado em todas as salas de cinema onde o filme for exibido, em todo o Brasil”, acrescenta Santana.

Descrição da imagem ‪#‎pracegover‬: a imagem é uma montagem dos personagens principais do filme “Contrato Vitalício” em diversas situações que ocorrem no longa-metragem. O cenário é um set de filmagem onde há luzes, cenários e câmeras. Os protagonistas Rodrigo e Miguel estão mais à frente. Rodrigo, vivido por Fábio Porchat, usa terno escuro, é alto, magro e loiro. Ele acena com a mão esquerda enquanto segura uma coroa de louros dourada com a direita. Miguel, interpretado por Gregório Duvivier, usa roupas mais despojadas e óculos fundo de garrafa. Ele tem cabelo liso e comprido e barba espessa.  Ao fundo estão: um homem gordo acorrentado; uma loira sentada com um cigarro apagado entre os dedos; um homem calvo, vestido com um avental sangrento e uma chave de boca na mão; um homem de óculos de aros grossos, que segura um celular com as duas mãos; uma loira de cabelos compridos usando roupa de guerreira amazona; um homem forte segurando uma mangueira de onde sai um líquido marrom; um rapaz com trejeitos afeminados e um homem vestido de alienígena, com capacete, óculos escuros, bigode grande e capa.  Logo abaixo dessas imagens estão as informações:  “Porta dos Fundos – Contrato Vitalício”  30 de Junho nos cinemas.  Com acessibilidade através do app MovieReading Brasil: Audiodescrição, LIBRAS e legendas acessíveis. A Iguale Comunicação de Acessibilidade é a representante exclusiva do app MovieReading no Brasil e na América do Sul. Logo e endereço eletrônico: www.moviereadingbrasil.com.br
Descrição da imagem ‪#‎pracegover‬: a imagem é uma montagem dos personagens principais do filme “Contrato Vitalício” em diversas situações que ocorrem no longa-metragem.
O cenário é um set de filmagem onde há luzes, cenários e câmeras. Os protagonistas Rodrigo e Miguel estão mais à frente. Rodrigo, vivido por Fábio Porchat, usa terno escuro, é alto, magro e loiro. Ele acena com a mão esquerda enquanto segura uma coroa de louros dourada com a direita. Miguel, interpretado por Gregório Duvivier, usa roupas mais despojadas e óculos fundo de garrafa. Ele tem cabelo liso e comprido e barba espessa.
Ao fundo estão: um homem gordo acorrentado; uma loira sentada com um cigarro apagado entre os dedos; um homem calvo, vestido com um avental sangrento e uma chave de boca na mão; um homem de óculos de aros grossos, que segura um celular com as duas mãos; uma loira de cabelos compridos usando roupa de guerreira amazona; um homem forte segurando uma mangueira de onde sai um líquido marrom; um rapaz com trejeitos afeminados e um homem vestido de alienígena, com capacete, óculos escuros, bigode grande e capa.
Logo abaixo dessas imagens estão as informações:
“Porta dos Fundos – Contrato Vitalício”
30 de Junho nos cinemas.
Com acessibilidade através do app MovieReading Brasil: Audiodescrição, LIBRAS e legendas acessíveis.
A Iguale Comunicação de Acessibilidade é a representante exclusiva do app MovieReading no Brasil e na América do Sul.
Logo e endereço eletrônico: www.moviereadingbrasil.com.br

Ao baixar o app MovieReading em smatphones e tablets, o usuário pode acionar legendas, LIBRAS e audiodescrição que serão sincronizadas, em tempo real ao filme, através do reconhecimento de áudio. Para usar o app com o recurso da audiodescrição, é necessário ter fones de ouvido conectados ao aparelho. O MovieReading sincroniza os arquivos de acessibilidade com o som do filme em exibição através do reconhecimento do áudio, portanto uma dica é ter cuidado para não obstruir a captação do microfone do celular ou tablet. O microfone é o mesmo que transmite a voz para outra pessoa em uma ligação telefônica.

Sinopse

Miguel (Gregório Duvivier) e Rodrigo (Fábio Porchat) são dois amigos que costumam realizar filmes juntos. Certa ocasião, um de seus filmes ganha um prêmio importante em um festival internacional. Animados com a premiação, os dois saem para comemorar e Rodrigo assina, em um guardanapo de bar, um contrato vitalício que garante que ele estaria em todos os filmes de Miguel dali para frente. No entanto, Miguel desaparece e só retorna dez anos depois. Quando reaparece, ele leva para Rodrigo, agora um ator consagrado, a proposta de um filme insano que pode destruir sua carreira.

Ficha Técnica

Direção: Ian SBF

Roteiro: Fábio Porchat e Gabriel Esteves

Elenco: Gregório Duvivier, Fábio Porchat, Antonio Tabet, João Vicente de Castro, Luis Lobianco, Thati Lopes, Marcos Veras, Júlia Rabello e outras participações.

Duração: 100m

Gênero: comédia

Recursos acessíveis: Iguale Comunicação de Acessibilidade

Sobre a Iguale

A Iguale Comunicação de Acessibilidade é a primeira empresa do Brasil criada exclusivamente para pensar e desenvolver soluções assistivas completas em comunicação para pessoas com algum tipo de deficiência. Fundada em 2008, em São Paulo, pelo publicitário, professor universitário e empresário Mauricio Santana, a empresa é precursora do conceito de comunicação de acessibilidade no país. Entre os recursos que a empresa disponibiliza ao mercado estão a audiodescrição, as legendas descritivas (closed caption e open caption), LIBRAS, voice over, acessibilidade web e participação efetiva em muitos projetos com foco em acessibilidade. A Iguale também é a responsável no Brasil e na América do Sul pelo aplicativo MovieReading.

Mais informações

Liliana Liberato

Assessora de Imprensa

Iguale Comunicação de Acessibilidade

imprensa@iguale.com.br

(11) 9 7999-2802

Festival Varilux de Cinema Francês 2016 terá animação com aplicativo para acessibilidade MovieReading

O filme estará em cartaz em 50 cidades; a Iguale responde pela produção dos recursos de audiodescrição, legendas e LIBRAS e pelo app

8 de junho de 2016 – A animação “Abril e o mundo extraordinário” estará em cartaz no Festival Varilux de Cinema Francês 2016, contendo os recursos de LIBRAS, legendas e audiodescrição, produzidos e disponibilizados pela Iguale Comunicação de Acessibilidade por meio do aplicativo inclusivo MovieReading. O festival acontece de 8 a 22 de junho, concomitantemente em 50 cidades brasileiras, e em todas, o filme poderá ser visto por pessoas com deficiência com o auxílio dos recursos disponíveis no app MovieReading. Esta ação acessível é fruto da parceria entre a Iguale e a ETC Filmes, uma das apoiadoras do estival Varilux de Cinema Francês.

O filme “Abril e o mundo extraordinário”, integrante da nova safra de produção cinematográfica francesa, faz parte da seleção de 15 filmes inéditos que serão exibidos ao longo da mostra. Segundo Christian Boudier, diretor da Bonfilm e curador do festival, a classificação livre foi o que motivou a escolha desta animação para receber os recursos acessíveis. Assim, ao ser disponibilizada no app, permitirá que suas exibições sejam ainda mais democráticas, já que, de fato, poderá ser vista por todos os públicos, com e sem deficiência.

Descrição da imagem #PraCegoVer: a imagem é de uma das cenas do filme “Abril e o mundo extraordinário”. Nela, a jovem Abril levanta com as duas mãos, um pouco acima da sua cabeça, um gato. A impressão é que eles se olham. Ela, um tanto admirada, e o bichano com um sorriso de quem gosta da brincadeira. Abril tem o cabelo curto, liso e preto. A sua pele é clara. Ela veste uma camisa vermelha de manga longa. Já o gato, bicolor, tem pelos pretos na parte superior e parte das patas traseiras, e brancos na parte inferior, como barriga, patas dianteiras e na face.
Descrição da imagem #PraCegoVer: a imagem é de uma das cenas do filme “Abril e o mundo extraordinário”. Nela, a jovem Abril levanta com as duas mãos, um pouco acima da sua cabeça, um gato. A impressão é que eles se olham. Ela, um tanto admirada, e o bichano com um sorriso de quem gosta da brincadeira. Abril tem o cabelo curto, liso e preto. A sua pele é clara. Ela veste uma camisa vermelha de manga longa. Já o gato, bicolor, tem pelos pretos na parte superior e parte das patas traseiras, e brancos na parte inferior, como barriga, patas dianteiras e na face.

Como explica Mauricio Santana, diretor da Iguale Comunicação de Acessibilidade, o download do aplicativo é gratuito para IOS e Android, por isso pode ser usado por todos que tenham um celular ou tablet. O usuário, depois de instalá-lo, precisa apenas baixar o arquivo referente ao recurso que necessita para assistir ao filme em tempo real ao exibido na tela do cinema. Para usar o recurso da audiodescrição é necessário ter fones de ouvido conectados ao aparelho.

Segundo Santana, o MovieReading consegue sincronizar os arquivos de acessibilidade com o som do filme em exibição através do reconhecimento do áudio, portanto uma dica é tomar cuidado para não obstruir a captação do microfone do celular ou tablet. Este microfone é o mesmo que transmite a voz em uma ligação telefônica. O app pode ser experimentado em todas as salas de cinema onde o filme estiver em cartaz. Além da produção dos recursos, a Iguale é a responsável pelo aplicativo MovieReading no Brasil e na América do Sul.

“Estamos orgulhosos de fazer parte deste festival, levando a comunicação de acessibilidade para um público expressivo, em diferentes cidades do país, mas principalmente, ávido por esses recursos, como é o caso das pessoas com deficiência”, ressalta Santana.

Para conferir a programação completa do Festival Varilux de Cinema Francês 2016 e saber em quais cidades e cinemas “Abril e o mundo extraordinário” e os outros filmes estarão em cartaz, acesse: www.variluxcinefrances.com.

Sobre o filme:

Sinopse: 1941. O mundo está radicalmente diferente daquele descrito e conhecido pela História. Napoleão V reina na França, onde, assim como no resto do mundo, há 70 anos os cientistas estão desaparecendo misteriosamente. O universo francês é mergulhado numa era pré-industrial, centrada no uso do carvão, onde não há rádio, televisão, eletricidade, aviação, motor à combustão. É nesse mundo estranho que a jovem, Abril, parte em busca de seus pais, cientistas desaparecidos, em companhia de Darwin, seu gato falante, e de Julius, jovem vigarista das ruas. Esse trio deverá enfrentar os perigos e os mistérios desse mundo extraordinário. Quem sequestrou os cientistas no passado? Que finalidade sinistra há por trás desse desaparecimento?

Diretores: Franck Ekinci e Christian Desmares

Sobre o festival:

Filme premiado em Cannes, longa protagonizado por vencedor de Oscar e produção com os atores mais admirados da França. Esses são alguns dos pontos altos da edição 2016 do Festival Varilux de Cinema Francês. Neste ano, o festival ganhará uma semana a mais de exibição em relação à edição anterior.

Como já é esperado pelo público, o festival exibirá ainda um grande clássico francês. O escolhido deste ano é o filme “Um Homem e uma Mulher”, de Claude Lelouch, em homenagem ao seu 50º aniversário de lançamento. O romance com Anouk Aimée e Jean Trintignant foi o vencedor da Palma de Ouro em 1966 e do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e roteiro original em 1967.

Para o incentivo à formação de novos públicos, ao todo, 20 cidades receberão as sessões educativas do Festival Varilux. E, como de costume, o evento terá sessões de democratização em espaços alternativos do Rio, São Paulo, Brasília e Belo Horizonte. O Festival Varilux já se consolidou como um dos principais eventos incentivador e difusor da cultura francesa no Brasil.

Sobre a Iguale

A Iguale Comunicação de Acessibilidade é a primeira empresa do Brasil criada exclusivamente para pensar e desenvolver soluções assistivas completas em comunicação para pessoas com algum tipo de deficiência. Fundada em 2008, em São Paulo, pelo publicitário, professor universitário e empresário Mauricio Santana, a empresa é precursora do conceito de comunicação de acessibilidade no país. Entre os recursos que a empresa disponibiliza ao mercado estão a audiodescrição, as legendas descritivas (closed caption e open caption), LIBRAS, voice over, acessibilidade web e participação efetiva em muitos projetos com foco em acessibilidade.

Mais informações:

Liliana Liberato

Assessora de Imprensa

Iguale Comunicação de Acessibilidade

imprensa@iguale.com.br

(11) 9 7999-2802