Arquivo da tag: AD

‘Magal e os formigas’, filme com Sidney Magal, estreia nos cinemas com acessibilidade no app MovieReading

LIBRAS, audiodescrição e legendas são os recursos produzidos pela Iguale e disponibilizados gratuitamente no aplicativo para esta comédia nacional

6 de dezembro de 2016 – Em parceria com a ETC Filmes, a Iguale Comunicação de Acessibilidade acaba de produzir os recursos acessíveis de LIBRAS, audiodescrição e legendas do filme “Magal e os formigas”, que estreia em dezembro. Assim, por meio do aplicativo MovieReading, pessoas com deficiência poderão se divertir com muito mais autonomia, ao assistir a mais este filme nacional que já chegas às salas dos cinemas contendo acessibilidade.

A comédia “Magal e os formigas”, cujo protagonista é cantor Sidney Magal, tem os recursos acessíveis de LIBRAS, legendas e audiodescrição disponibilizados gratuitamente para os usuários de smartphones e tablets dos sistemas operacionais IOS e Android, no app MovieReading. Assim, ao assisti-lo, o público com deficiência poderá dar boas risadas e também se emocionar com essa história que faz referência à fábula “A cigarra e a formiga”. E mais, conhecer o trabalho da Iguale, empresa pioneira no país em Comunicação de Acessibilidade.

Descrição da imagem #pracegover: imagem colorida do cantor Sidney Magal sobre um fundo azul escuro, com um forte brilho que reluz por trás da cabeça do artista. Os raios de luz reforçam o contorno do protagonista e se estendem do centro para as laterais da imagem horizontal. Magal tem o cabelo preto e olha fixamente para frente, com a cabeça levemente caída para direita e a boca ligeiramente aberta num sorriso. As duas mãos estão próximas ao rosto, com a palma virada para frente, os indicadores apontando para cima e os polegares voltados para o rosto do cantor. No centro, abaixo do rosto, está o nome do filme, “Magal e os Formigas": a palavra Magal, em tamanho maior e escrita em vermelho com contorno dourado e as demais palavras do título, abaixo, em amarelo. No topo e no rodapé, há uma borda azul mais clara, formada por pequenas lâmpadas acesas. Na parte inferior da divulgação, um pouco mais abaixo da imagem principal e dentro de um retângulo branco com borda azul claro no topo e rodapé, as informações: “Com acessibilidade através do app MovieReading Brasil” e abaixo, os ícones dos recursos acessíveis de audiodescrição, legendas closed caption e LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais, além do logo do app com o endereço do site www.moviereadingbrasil.com.br. No rodapé, a mensagem: “A Iguale Comunicação de Acessibilidade é a representante exclusiva do APP MovieReading no Brasil e América do Sul”.

Descrição da imagem #pracegover: imagem colorida do cantor Sidney Magal sobre um fundo azul escuro, com um forte brilho que reluz por trás da cabeça do artista. Os raios de luz reforçam o contorno do protagonista e se estendem do centro para as laterais da imagem horizontal. Magal tem o cabelo preto e olha fixamente para frente, com a cabeça levemente caída para direita e a boca ligeiramente aberta num sorriso. As duas mãos estão próximas ao rosto, com a palma virada para frente, os indicadores apontando para cima e os polegares voltados para o rosto do cantor. No centro, abaixo do rosto, está o nome do filme, “Magal e os Formigas”: a palavra Magal, em tamanho maior e escrita em vermelho com contorno dourado e as demais palavras do título, abaixo, em amarelo. No topo e no rodapé, há uma borda azul mais clara, formada por pequenas lâmpadas acesas.
Na parte inferior da divulgação, um pouco mais abaixo da imagem principal e dentro de um retângulo branco com borda azul claro no topo e rodapé, as informações: “Com acessibilidade através do app MovieReading Brasil” e abaixo, os ícones dos recursos acessíveis de audiodescrição, legendas closed caption e LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais, além do logo do app com o endereço do site www.moviereadingbrasil.com.br.
No rodapé, a mensagem: “A Iguale Comunicação de Acessibilidade é a representante exclusiva do APP MovieReading no Brasil e América do SulNo entanto, para não ter imprevistos na sala dos cinemas, precisará ficar atento a algumas recomendações. “Para usar o app é necessário um celular ou tablet com fones de ouvido e microfone habilitado. Aconselhamos evitar o uso de fones que vem com aparelho, pois o microfone embutido no conjunto não é tão bom quanto o próprio dispositivo. Ao selecionar o arquivo de acessibilidade correspondente ao filme, e clicar no botão de comando, automaticamente o app sincroniza ou a audiodescrição, ou a LIBRAS ou a legenda ao áudio original”, explica o diretor da Iguale, Mauricio Santana.

Depois de baixados nos dispositivos, para ter acesso ao app e conteúdos produzidos para acessibilidade, não é necessário estar conectado à Internet no momento da exibição. Assim, o aplicativo e os recursos contidos no MovieReading podem ser utilizados em qualquer sala de exibição em todo o país. “O MovieReading é uma inovação da tecnologia assistiva, e é algo que veio para mudar o modo como a pessoa com deficiência assimila o conteúdo das obras audiovisuais e se relaciona com o universo do cinema”, completa Santana.

Sobre o filme

João (Norival Rizzo) é um aposentado que está aborrecido com a vida e reclama o tempo todo de seu trabalho. Viciado em loterias, ele está afundado em depressão e não vê esperança. Até que, após um delírio, ele começa a receber visitas do cantor Sidney Magal. Assustado com o fenômeno sobrenatural recorrente, ele irá aprender, com o bom humor da aparição, os jeitos de viver sempre o lado bom da vida. 

Ficha técnica

Direção e roteiro: Newton Cannito

Elenco: Norival Rizzo, Sidney Maga, Mel Lisboa, Zécarlos Machado, Imara Reis, Nicolas Trevijano, Marcio Américo, Estar Laccava, Riba Carlovich, Fábio Lins, Teca Pereira e Gil Jung

Gêneros: comédia-dramática

Recursos acessíveis: Iguale Comunicação de Acessibilidade

Aplicativo acessível: MovieReading

Indicação: não recomendado para menores de 12 anos

CCSP terá sessões de teatro e cinema com audiodescrição nas comemorações dos seus 34 anos

Em maio, um dos espaços culturais mais tradicionais da capital paulista terá uma programação especial voltada à promoção da acessibilidade; a Iguale fará a produção de recurso inclusivo

São Paulo, maio de 2016 – O Centro Cultural São Paulo – CCSP completa 34 anos em maio e quem ganha é o público, que vai ter uma programação cultural especialíssima, das quais algumas das atrações terão o recurso acessível de audiodescrição produzido pela equipe da Iguale Comunicação de Acessibilidade.

Do dia 13 ao dia 15, de sexta a domingo, a programação do CCSP irá promover a acessibilidade. A intenção dos organizadores, durante este período, é não só criar condições acessíveis para o público com deficiência, mas também gerar discussões sobre o tema, expondo obras e ações artísticas conectadas com essa questão.

Breve descrição da imagem de divulgação - Espetáculo O Inimigo: um militar vestido com macacão cinza, capacete e óculos, está sentado de pernas cruzadas dentro de uma barraca de camping. O soldado segura uma foto de outro militar, que está de óculos e capacete. Ele aponta para a fotografia com os olhos arregalados e a boca aberta. Abaixo da fotografia, está escrito: O inimigo. A barraca é verde, com estampa camuflada e um grande furo no topo. A frente da barraca está aberta e é recoberta com algumas folhas de plástico. (Foto Fernanda Oliveira).

Breve descrição da imagem de divulgação – Espetáculo O Inimigo: um militar vestido com macacão cinza, capacete e óculos, está sentado de pernas cruzadas dentro de uma barraca de camping. O soldado segura uma foto de outro militar, que está de óculos e capacete. Ele aponta para a fotografia com os olhos arregalados e a boca aberta. Abaixo da fotografia, está escrito: O inimigo. A barraca é verde, com estampa camuflada e um grande furo no topo. A frente da barraca está aberta e é recoberta com algumas folhas de plástico. (Foto Fernanda Oliveira).

Como explica Mauricio Santana, diretor da Iguale Comunicação de Acessibilidade, o recurso de audiodescrição que estará disponível nas sessões de teatro e cinema, nos dias 14 e 15 de maio, contribuirá para que a pessoa com deficiência visual ouça com o auxílio de um fone de ouvido, detalhes que não são perceptíveis apenas através das falas dos personagens, mas sim devidamente descritas por um profissional especializado, o audiodescritor.

“De formato sonoro, a audiodescrição descreve todas as informações visuais de uma obra audiovisual, um impresso, uma fotografia, ou de outras manifestações culturais, como dança e teatro; transformando texto em som, detalhando conteúdos, expressões e gestos, além de cenário, figurino e outros acontecimentos de uma cena, por exemplo”, completa Mauricio.

As obras que fazem parte da programação cultural do CCSP e que receberão o recurso da Iguale serão todas roteirizadas e antes de serem apresentadas ao público passarão pela revisão de um consultor cognitivo com deficiência visual. De acordo com o diretor da Iguale, este cuidado é considerado como uma etapa muito importante dentro do processo de produção do recurso.

Breve descrição da imagem de divulgação - Espetáculo Os Médios: uma mulher branca e gorda (Maura Hayas) e um homem negro (Réggis Silva) estão sentados a frente de uma cozinha. Ambos sorriem sem jeito, enquanto seguram suas facas ao lado do corpo. A faca dele é pequena e a dela é enorme. O tronco da mulher é muito grande em relação às pernas, braços e cabeça. O homem é maltrapilho e sujo. Seus cabelos são castanhos e desgrenhados. (Foto Leekyung Kim).

Breve descrição da imagem de divulgação – Espetáculo Os Médios: uma mulher branca e gorda (Maura Hayas) e um homem negro (Réggis Silva) estão sentados a frente de uma cozinha. Ambos sorriem sem jeito, enquanto seguram suas facas ao lado do corpo. A faca dele é pequena e a dela é enorme. O tronco da mulher é muito grande em relação às pernas, braços e cabeça. O homem é maltrapilho e sujo. Seus cabelos são castanhos e desgrenhados. (Foto Leekyung Kim).

As sessões com audiodescrição serão para o espetáculo infantil “O Inimigo” e para o adulto “Os médios”. Já o filme com o recurso acessível será “Hoje eu quero voltar sozinho”. A entrada é gratuita para as sessões do espetáculo infantil e para a sessão de sábado do espetáculo adulto, para o qual cerca de 50 ingressos foram disponibilizados para o público com deficiência. Já para a sessão de domingo da peça “Os Médios”, os ingressos sairão R$ 20 inteira e R$ 10 meia-entrada. Nas sessões do filme será cobrado R$ 1 na retirada do ingresso, como “taxa de manutenção”. Informações: www.ingressorapido.com.br ou pelo telefone 11 3397-4058.

Sobre os espetáculos

O inimigo – A República Ativa de Teatro apresenta uma adaptação da obra de Davide Cali, O inimigo. Em meio a uma guerra, em algum lugar que poderia ser um deserto, há dois buracos. Nos buracos, dois soldados. Eles são inimigos. Sem poder sair do lugar, eles são obrigados a conviver com o perigo, que está ao lado. Mas será que ele é tão perigoso assim? Será que tudo aquilo que contaram é verdade? De maneira lúdica e divertida, esses soldados vão se surpreender com o que está do outro lado do front. Para dar vida a esses personagens, a encenação optou por apresentá-los com um tom cômico e patético, enaltecendo a situação e promovendo uma reflexão sobre as razões e consequências de uma guerra. Quem é o malvado da história? E o mocinho? Fugindo da simplificação bem versus mal, o espetáculo evidencia a complexidade da questão, na qual não há vencedores. Com: República Ativa de Teatro. Texto: Davide Cali. Adaptação: Leandro Ivo e Vivi Gonçalves. Direção: Val Pires. Elenco: Leandro Ivo e Thiago Ubaldo. 50 min. Livre.

Os Médios – Três histórias com pessoas comuns habitam um mesmo universo. Duas brasileiras fazem strip-tease em Amsterdã para sobreviver. A falta de dinheiro, o frio e a saudade permeiam a relação delas. Uma mulher sozinha faz uma sopa quando um morador de rua bate à sua porta pedindo comida, o que colocará à prova sua compaixão e o que acredita ser. Lola é a irmã que cuida de Lilo, um homem que vive como vegetal numa cadeira de rodas. O diálogo imaginário entre os dois revela a contradição entre fardo e amor. Texto e direção: Michelle Ferreira. Elenco: Flávia Strongolli, Maura Hayas, Réggis Silva, Victor Bittow e Martina Gallarza. 80min.14 anos.

PROGRAMAÇÃO – dia 14 de maio

Espetáculo O Inimigo (teatro infantil) Sala Jardel Filho – (321 lugares).

Horário: das 16h às 17h – 60 (sessenta) minutos

Sessão de Cinema – Filme “Hoje eu quero voltar sozinho” – Sala Lima Barreto
Horário: das 17h às 19h – 120 (cento e vinte) minutos

Espetáculo Os Médios – Sala Jardel Filho – (321 lugares).

Horário: das 21h às 22h30 – 90 (noventa) minutos

PROGRAMAÇÃO – dia 15 de maio

Espetáculo O Inimigo (teatro infantil) Sala Jardel Filho
Horário: das 16h às 17h – 60 (sessenta) minutos

Sessão de Cinema – Filme “Hoje eu quero voltar sozinho” – Sala Lima Barreto
Horário: das 17h às 19h – 120 (cento e vinte) minutos

Espetáculo Os Médios – Sala Jardel Filho
Horário: das 20h às 21h30 – 90 (noventa) minutos

Breve descrição da imagem de divulgação – Espetáculo O Inimigo: um militar vestido com macacão cinza, capacete e óculos, está sentado de pernas cruzadas dentro de uma barraca de camping. O soldado segura uma foto de outro militar, que está de óculos e capacete. Ele aponta para a fotografia com os olhos arregalados e a boca aberta. Abaixo da fotografia, está escrito: O inimigo. A barraca é verde, com estampa camuflada e um grande furo no topo. A frente da barraca está aberta e é recoberta com algumas folhas de plástico. (Foto Fernanda Oliveira).

Breve descrição da imagem de divulgação – Espetáculo Os Médios: uma mulher branca e gorda (Maura Hayas) e um homem negro (Réggis Silva) estão sentados a frente de uma cozinha. Ambos sorriem sem jeito, enquanto seguram suas facas ao lado do corpo. A faca dele é pequena e a dela é enorme. O tronco da mulher é muito grande em relação às pernas, braços e cabeça. O homem é maltrapilho e sujo. Seus cabelos são castanhos e desgrenhados. (Foto Leekyung Kim).

Sobre a Iguale Comunicação de Acessibilidade

A Iguale Comunicação de Acessibilidade é a primeira empresa do Brasil criada para pensar e desenvolver soluções assistivas completas em comunicação para pessoas com algum tipo de deficiência. Fundada em 2008, em São Paulo, pelo publicitário, professor universitário e empresário Mauricio Santana, a empresa é precursora do conceito de comunicação de acessibilidade no país. Entre os recursos que a empresa disponibiliza ao mercado estão a audiodescrição, as legendas descritivas (closed caption e open caption), LIBRAS, voice over, acessibilidade web, o app MovieReading e participação efetiva em projetos acessíveis.

Mais informações

Liliana Liberato – assessora de Imprensa

Iguale Comunicação de Acessibilidade

imprensa@iguale.com.br

(11) 9 7999-2802

Programação do CineSesc e Itaú Cultural, em São Paulo, será contemplada com o recurso acessível da audiodescrição

A responsabilidade do roteiro e das descrições dos detalhes de cada uma das cenas dos filmes e das demais atrações é da Iguale

11 de dezembro de 2015 – Neste sábado, dia 12, e domingo, dia 19, a Iguale Comunicação de Acessibilidade produzirá o recurso de audiodescrição (AD) para os filmes Amigos e Permanência, em cartaz no CineSesc, em São Paulo. Também este fim de semana, os profissionais da Iguale farão AD para quase toda a programação do || Entre|| Arte e Acesso, ciclo sobre acessibilidade nos campos da arte e da cultura, promovido pelo Itaú Cultural e o British Council, também na capital paulista.

Os filmes Amigos e Permanência serão exibidos com AD durante a programação da Retrospectiva do Cinema Brasileiro 2015. Trata-se de uma seleção de 54 filmes brasileiros lançados entre novembro de 2014 e outubro de 2015, com curadoria de Flávia Guerra, Sérgio Alpendre, Paulo Santos Lima e da Equipe do CineSesc. O filme Amigos estará em cartaz no dia 12, às 17h. Permanência será exibido dia 19, também às 17h.

Já o || Entre|| Arte e Acesso ocorre até domingo, dia 13, no próprio Itaú Cultural. Fazem parte das atividades: palestras, debates, espetáculos e oficina, com interpretação na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e AD, sendo que a produção deste recurso ficará por conta da Iguale. Confira a programação e saiba como participar acessando: www.itaucultural.org.br.

Segundo Mauricio Santana, diretor da Iguale, a audiodescrição descreve por intermédio de um profissional denominado audiodescritor, todas as informações visuais de uma obra audiovisual, um impresso, uma fotografia ou outras manifestações culturais e comunicacionais; transformando em som, o texto, detalhes dos conteúdos visuais, expressões e gestos, além de cenário, figurino e outros acontecimentos de uma cena, por exemplo.

Unidades do Sesc São Paulo terão atividades com audiodescrição da Iguale neste fim de semana

Sesc Vila Mariana, Sesc Santana e o CineSesc, ambos na capital paulista, estarão com filmes e espetáculos em cartaz contendo o recurso acessível de audiodescrição

Dezembro de 2015 – Os espetáculos Macbeth, Medida por Medida e Fantasmas, mais os filmes Rhamata, Shaun Carnêro e Que horas ela volta? poderão ser vistos este fim de semana, com o recurso de audiodescrição produzido pela Iguale, na programação da Semana Inclusiva promovida pelo Sesc São Paulo, nas unidades da Vila Mariana, Santana, e CineSesc. As atividades fazem parte da Virada Inclusiva promovida pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo (SEDPcD).

Descrição da foto: a metade esquerda da imagem horizontal estão os atores Luisa Thiré, que interpreta Isabela, e Marco Antônio Pâmio, o Duque, na peça "Medida por Medida". Já na metade direita desta mesma imagem estão os atores Thiago Lacerda, que interpreta o personagem Macbeth, e Giulia Gam, a Lady Macbeth, no espetáculo "Macbeth" . Ambos os espetáculos são do repertório de William Shakespeare.

Descrição da foto: na metade esquerda da imagem horizontal estão os atores Luisa Thiré, que interpreta Isabela, e Marco Antônio Pâmio, o Duque, na peça “Medida por Medida”. Já na metade direita desta mesma imagem estão os atores Thiago Lacerda, que interpreta o personagem Macbeth, e Giulia Gam, a Lady Macbeth, no espetáculo “Macbeth” . Ambos os espetáculos são do repertório de William Shakespeare.

A Semana Inclusiva do Sesc São Paulo, que acontece de 1 a 6 de dezembro, reúne uma série de atividades que incentivam o protagonismo das pessoas com deficiência, criando condições para sua inclusão em todos os aspectos – cultural, esportivo, educativo e cidadão. O evento contempla oficinas, espetáculos, atividades esportivas, palestras e vivências, dentre outras atividades, para participação conjunta de pessoas com e sem deficiência nas unidades do Sesc na capital, no interior e no litoral do Estado de São Paulo.

Programação Semana Inclusiva

Dia 4 de dezembro (sexta-feira)

21h - Sesc Vila Mariana – Espetáculo Medida por Medida (audiodescrição)

Dia 5 de dezembro (sábado)

14h às 17h - Sesc Vila Mariana – Mostra Cinema Negro Brasil/África: Itinerância Centro Afrocarioca de Cinema Zózimo Bulbul. Filmes: Ramatha e Emporadas  (audiodescrição)

21h - Sesc Vila Santana – Espetáculo: Fantasmas (audiodescrição)

21h - Sesc Vila Mariana – Espetáculo Macbeth (audiodescrição)

21h - CineSesc – Filme Que Horas ela volta? (audiodescrição)

Dia 6 de dezembro (domingo)

11h - CineSesc – Filme Shaun Carnêro (Infantil – audiodescrição)

21h - Sesc Vila Mariana – Filme Medida por Medida (audiodescrição)

Iguale faz audiodescrição para os espetáculos Macbeth e Medida por Medida em cartaz no Sesc Vila Mariana

Dezembro de 2015 – Os espetáculos Macbeth e Medida por Medida, ambos do repertório do dramaturgo inglês William Shakespeare, em cartaz no Sesc da Vila Mariana, em São Paulo, terão ao longo desta semana o recurso inclusivo de audiodescrição produzido pela Iguale Comunicação de Acessibilidade. As sessões de teatro acessível fazem parte da Semana Inclusiva do Sesc São Paulo – evento integrante da Virada Inclusiva promovida pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo (SEDPcD).

O espetáculo Macbeth estará em cartaz nesta quinta-feira, dia 3, e sábado, dia 5. Já a peça Medida por Medida pode se vista amanhã e domingo. Essas sessões terão início às 21h, contendo a audiodescrição.

Também no Sesc Vila Mariana haverá no sábado audiodescrição para os filmes Ramatha e Emporadas, exibidos na Mostra Cinema Negro Brasil/África: Itinerância Centro Afrocarioca de Cinema Zózimo Bulbul. Após a exibição, acontecerá um debate com as cineastas Renata Martins e Joyce Prado. Este bate-papo terá audiodescrição ao vivo da Iguale.

De formato sonoro, a audiodescrição descreve por intermédio de um profissional denominado audiodescritor, todas as informações visuais de uma obra audiovisual, um impresso, uma fotografia ou outras manifestações culturais e comunicacionais; transformando texto em som, detalhando conteúdos, expressões e gestos, além de cenário, figurino e outros acontecimentos de uma cena, por exemplo.

Sobre os espetáculos

Macbeth - Macbeth, um general corajoso, ao voltar triunfante da guerra, encontra três mulheres misteriosas, feiticeiras, que lhe fazem a seguinte profecia: Macbeth será, em um futuro próximo, rei da Escócia. A ambiciosa Lady Macbeth, esposa de Macbeth, ao ficar sabendo da profecia, instiga seu marido a matar Duncan, o atual rei.

Macbeth, uma tragédia, traz um cenário de guerra permeado por pensamentos relacionados à origem do mal e da ambição que podem levar o homem a matar. Mas surgem algumas reflexões, como, de onde vem o mal? Onde se encontra o germe de uma ambição tão desenfreada que nos levar a matar?

Ficha técnica

Elenco: Thiago Lacerda, Giulia Gam, Marco Antônio Pâmio, Luisa Thiré e outros.

Direção: Ron Daniels

Media por Medida – Alarmado com a imoralidade e a corrupção que tomaram conta de sua cidade, o Duque resolve reintroduzir uma antiga lei que pune todo e qualquer abuso sexual com a morte. Contudo, ele deixa que a lei seja implementada por seu vice, Ângelo, a quem transfere o poder por um período, enquanto ele se disfarça de frei para observar tudo à distância.

Em Medida Por Medida, no caos da paz, o mundo se transformou em um bordel. Este é um mundo povoado por homens de grande poder e também por padres e freiras, prostitutas e cafetões, bêbados e arruaceiros, gente alegre e simples que leva a vida nas ruas, nos conventos, nos bordéis e nas prisões da cidade.

Ficha técnica

Elenco: Marco Antônio Pâmio, Luisa Thiré, Thiago Lacerda, Giulia Gam e outros.

Direção: Ron Daniel

Programação com audiodescrição Iguale

Dia 3 de dezembro (quinta-feira)

21h – Sesc Vila Mariana – Espetáculo Macbeth

Dia 4 de dezembro (sexta-feira)

21h – Sesc Vila Mariana – Espetáculo Medida por Medida

Dia 5 de dezembro (sábado)

21h – Sesc Vila Mariana – Espetáculo Macbeth

Dia 6 de dezembro (domingo)

21h – Sesc Vila Mariana – Espetáculo Medida por Medida

Semana Inclusiva: Iguale faz legendas Open Caption para filme ‘Pelo Malo’ em cartaz no Sesc Santo Amaro

Dezembro de 2015 – O filme Pelo Malo, em cartaz nesta quarta-feira, dia 2 de dezembro, no Sesc Santo Amaro, em São Paulo, será exibido com legendas Open Caption produzidas pela Iguale Comunicação de Acessibilidade. A sessão de cinema acessível faz parte da Semana Inclusiva do Sesc São Paulo – evento integrante da Virada Inclusiva promovida pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo (SEDPcD).

 Semana Inclusiva

A Semana Inclusiva, que acontece de 1 a 6 de dezembro, reúne uma série de atividades que incentivam o protagonismo das pessoas com deficiência, criando condições para sua inclusão em todos os aspectos – cultural, esportivo, educativo e cidadão. O evento contará com oficinas, espetáculos, atividades esportivas, palestras e vivências, dentre outras atividades, para participação conjunta de pessoas com e sem deficiência nas unidades do Sesc na capital, no interior e no litoral do Estado de São Paulo.

Sinopse

Junior é um menino de nove anos que tem “cabelo ruim”. Ele quer alisá-lo para sua foto no álbum de formatura para ficar parecido com um cantor famoso. Isso o faz entrar em conflito com a mãe, Marta. Quanto mais Júnior tenta melhorar o visual pelo amor da mãe, mais ela o rejeita. Até que ele é encurralado, cara a cara, com uma decisão dolorosa. Vencedor da Concha de Ouro de Melhor Filme no Festival de San Sebastião (Espanha).

Ficha técnica

Direção: Mariana Rondón

Duração: 95 min

Legenda em Português – Espanha, 2013

Recurso acessível de Open Caption: Iguale Comunicação de Acessibilidade

Agenda:

Filme: Pelo Malo

Local: Teatro Sesc Santo Amaro (1º andar)

Data: 2 de dezembro de 2015 (quarta-feira)

Horário: 19h

Endereço: Rua Amador Bueno, 541-559, Santo Amaro – São Paulo –SP.

 

 

Espetáculo Fantasmas, em cartaz na capital paulista, terá sessões com audiodescrição

A peça, do conceituado dramaturgo norueguês Henrik Johan Ibsen, terá duas sessões com o recurso acessível produzido, ao vivo, pela equipe da Iguale

Novembro de 2015 – Nos dias 28 de novembro e 5 de dezembro, as sessões do espetáculo Fantasmas, em cartaz no Sesc Santana, em São Paulo, terão o recurso acessível de audiodescrição produzido, ao vivo, pela equipe de profissionais da Iguale Comunicação de Acessibilidade. As sessões acontecerão às 21h, em ambos os sábados.

Como explica Maurício Santana, diretor da Iguale, a audiodescrição é um recurso acessível, de formato sonoro, responsável por descrever, por intermédio de um profissional denominado audiodescritor, todas as informações visuais de uma obra audiovisual, um impresso, uma fotografia ou outras manifestações culturais e comunicacionais; transformando texto em som, detalhando conteúdos, expressões e gestos, além de cenário, figurino e outros acontecimentos de uma cena, por exemplo. Por isso, torna-se tão importante e inclusivo para a pessoa com deficiência visual em um espetáculo teatral. Na plateia, de posse de um fone de ouvido, o espectador acompanha as descrições feitas em tempo real pelo audiodescritor-narrador.

Descrição do flyer do espetáculo: a fotografia escura e sombria revela, sob iluminação azulada e pálida, o rosto dos cinco atores do espetáculo “Fantasmas”, de Henrik Ibsen. Eles estão lado a lado, sobre um fundo preto. Todos eles usam roupas pretas. A atriz à esquerda é uma jovem de pele clara e cabelos escuros. Ela tem um olhar assustado. Ao lado dela, um homem de pele e olhos claros e cabelos grisalhos tem expressão segura. No centro da foto, uma mulher de meia-idade, com os longos cabelos desgrenhados, olha pensativa para cima. Ela usa uma blusa com gola rolê. À direita dela, um senhor careca que usa cachecol ergue levemente a sobrancelha. No canto direito da imagem, um homem de cabelo liso e pele clara está bastante sério. Abaixo da fotografia, o título da peça: “Fantasmas” está escrito em letras brancas. A letra T tem o formato de um crucifixo.

Descrição do flyer do espetáculo: a fotografia escura e sombria revela, sob iluminação azulada e pálida, o rosto dos cinco atores do espetáculo “Fantasmas”, de Henrik Ibsen. Eles estão lado a lado, sobre um fundo preto. Todos eles usam roupas pretas. A atriz à esquerda é uma jovem de pele clara e cabelos escuros. Ela tem um olhar assustado. Ao lado dela, um homem de pele e olhos claros e cabelos grisalhos tem expressão segura. No centro da foto, uma mulher de meia-idade, com os longos cabelos desgrenhados, olha pensativa para cima. Ela usa uma blusa com gola rolê. À direita dela, um senhor careca que usa cachecol ergue levemente a sobrancelha. No canto direito da imagem, um homem de cabelo liso e pele clara está bastante sério. Abaixo da fotografia, o título da peça: “Fantasmas” está escrito em letras brancas. A letra T tem o formato de um crucifixo.

Para quem ainda não teve a oportunidade de assistir a uma peça com audiodescrição, na capital paulista, esta é a oportunidade. Além da qualidade do trabalho da Iguale, a peça, apresentada pelo Sesc Santana, é uma das obras do conceituado dramaturgo Henrik Johan Ibsen. A direção, tradução e adaptação são de Roberto Alvim, que também assina cenografia e iluminação. No elenco estão os atores Guilherme Weber, Juliana Galdino, Pascoal da Conceição, Mário Bortolotto e Luísa Micheletti. A trilha sonora original é de LP Daniel.

Os ingressos já estão à venda. A quantidade máxima permitida para compra no balcão das unidades do Sesc e na web é de quatro ingressos por pessoas.

Sinopse
A peça narra a terrível jornada da Sra. Alving e de seu filho Oswald: ela está prestes a inaugurar um asilo para doentes terminais, construído em memória de seu falecido marido, o Capitão Alving, homem rico e respeitável. Escrita por Henrik Ibsen em 1881, é a obra-prima do dramaturgo norueguês, considerada por muitos teóricos como a primeira tragédia moderna da História. Duração: 60min.

Ficha técnica
Espetáculo: Fantasmas
Produção: Gelatina Cultural
Promoção: Rede Globo
Idealização: Club Noir
Realização: Sesc Santana
Texto: Henrik Johan Ibsen
Direção, tradução, adaptação, cenografia e iluminação: Roberto Alvim
Elenco: Guilherme Weber, Juliana Galdino, Pascoal da Conceição, Mário Bortolotto e Luísa Micheletti
Trilha sonora original: LP Daniel.
Recurso acessível: Iguale Comunicação de Acessibilidade

Agenda cultural acessível:
Espetáculo: Fantasmas
Dias das sessões acessíveis: 28 de novembro e 5 de dezembro
Horário: 21h
Local: Sesc Santana
Endereço: Avenida Luiz Dumont Vilares.
Mais informações: (11) 2971-8700 | email@sescsantana.sescsp.org.br
Website: Sescsp.org.br/Santana

Homenagem da Iguale ao Dia Nacional da Surdez

Descrição do vídeo: o intérprete de LIBRAS, Rimar Segala, está em frente a um fundo preto e sinaliza o texto falado, junto à exibição sincronizada das legendas descritivas. Ele é magro, tem a pele branca, olhos castanhos e o cabelo bem curto. O logotipo da Iguale Comunicação de Acessibilidade está no canto superior direito da tela: formado pela palavra “Iguale” escrita dentro de um círculo de linha fina.

BH recebe ‘Chacrinha, o Musical’ com recursos acessíveis produzidos pela Iguale

24 de setembro de 2015 - A capital mineira recebe de 25 a 27 de setembro, no Grande Teatro do Palácio das Artes, o espetáculo que homenageia um dos maiores comunicadores do rádio e da TV brasileira: Chacrinha, O Musical. E mais uma vez a Iguale estará empenhada em realizar, com qualidade e profissionalismo, os recursos acessíveis de audiodescrição e LIBRAS, como já fez em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A sessão com acessibilidade acontece no domingo, dia 27, às 19h. O público de Belo Horizonte e quem estiver de visita à cidade não pode perder esta oportunidade. Há ingressos gratuitos e exclusivos para pessoas com deficiência. As reservas podem ser feitas pelo e-mail eventos@iguale.com.br ou pelo telefone (11) 2597.5805, durante o horário comercial, até esta sexta, dia 25. Os ingressos são limitados.

Descrição da foto de de divulgação: o ator Stepan Nercessian é mostrado da cintura para cima, caracterizado como o “Velho Guerreiro”. Sorrindo expressivamente, ele tem a mão direita levantada na altura do rosto, com as pontas dos dedos polegar e indicador unidos e os outros três dedos levantados, em um gesto conhecido como “OK”, marca registrada de Chacrinha durante as apresentações do programa de TV. Ele veste um fraque vermelho que tem uma grande flor amarela de folhas verdes, presa do lado esquerdo do peito. Também usa um colete laranja e uma enorme gravata borboleta verde, tudo confeccionado com lantejoulas e muito brilho. Sobre os cabelos brancos, volumosos e encaracolados, uma cartola vermelha, também de lantejoulas, com plumas amarelas e verdes. Chacrinha usa óculos de grau de armação preta e grossa e tem um microfone de mão pendurado por um suporte na altura do peito, além de uma buzina dourada na altura da barriga, presa por uma corrente, também dourada e comprida, que desce do pescoço.

Descrição da foto de de divulgação: o ator Stepan Nercessian é mostrado da cintura para cima, caracterizado como o “Velho Guerreiro”. Sorrindo expressivamente, ele tem a mão direita levantada na altura do rosto, com as pontas dos dedos polegar e indicador unidos e os outros três dedos levantados, em um gesto conhecido como “OK”, marca registrada de Chacrinha durante as apresentações do programa de TV. Ele veste um fraque vermelho que tem uma grande flor amarela de folhas verdes, presa do lado esquerdo do peito. Também usa um colete laranja e uma enorme gravata borboleta verde, tudo confeccionado com lantejoulas e muito brilho. Sobre os cabelos brancos, volumosos e encaracolados, uma cartola vermelha, também de lantejoulas, com plumas amarelas e verdes. Chacrinha usa óculos de grau de armação preta e grossa e tem um microfone de mão pendurado por um suporte na altura do peito, além de uma buzina dourada na altura da barriga, presa por uma corrente, também dourada e comprida, que desce do pescoço.

Sobre o espetáculo:

Com texto de Pedro Bial e Rodrigo Nogueira, o musical acompanha a trajetória do apresentador Abelardo Barbosa desde sua infância em Surubim, Pernambuco, até o auge da carreira na TV Globo, onde comandava o programa de auditório Cassino do Chacrinha, com espaço para as chacretes, seus famosos trocadilhos, buzinadas e o troféu abacaxi.

O público confere dois atos no espetáculo: um espaço para episódios biográficos, como a infância difícil de Chacrinha com a morte do pai e um segundo momento mais lírico e fantasioso, marcado pelo seu ingresso no rádio e revolução na televisão nacional, que promoveu certa obsessão e autoritarismo por parte do apresentador.

Filme ‘Mulheres no Poder’ estreia com recursos de acessibilidade através ao app MovieReading

O aplicativo, lançado no Brasil pela Iguale, permite a inserção dos recursos de acessibilidade às produções audiovisuais beneficiando pessoas com deficiência intelectual, visual e auditiva

25 de agosto de 2015 – Nesta terça-feira acontece em Brasília a pré-estreia do filme Mulheres no Poder que terá os recursos inclusivos de audiodescrição, legendas e de LIBRAS disponíveis por meio do aplicativo MovieReading.

Segundo os organizadores, pessoas com todos os tipos de deficiência estão convidadas a participar da pré-estreia que acontecerá às 21h em duas salas do shopping Iguatemi Brasília. É fundamental fazer a reserva com antecedência, por isso os interessados devem solicitar o convite pelo e-mail lavoroprod@hotmail.com.

Em parceria com a Lavoro Produções, a Iguale Comunicação de Acessibilidade é a responsável pela produção e aplicação dos recursos de acessibilidade no app MovieReading. Como explica Mauricio Santana, diretor da Iguale, o download do aplicativo é gratuito para IOS e Android. Depois de instalado no celular ou tablet é só o usuário baixar o arquivo referente ao recurso que necessitar para assistir ao filme em tempo real ao exibido na tela do cinema.

Descrição do cartaz (divulgação): foto de pernas femininas vistas de costas em primeiro plano, ao fundo vê-se o prédio do Congresso Nacional.

Descrição do cartaz (divulgação): foto de pernas femininas vistas de costas em primeiro plano, ao fundo vê-se o prédio do Congresso Nacional.

Para usar o app com o recurso da audiodescrição, é necessário ter fones de ouvido conectados ao seu dispositivo mobile. O MovieReading consegue sincronizar os arquivos de acessibilidade com o som do filme em exibição através do reconhecimento do áudio, portanto uma dica é tomar cuidado para não obstruir a captação do microfone de seu celular ou tablet. Este microfone é o mesmo que transmite sua voz para outra pessoa quando está numa ligação telefônica. O app poderá ser experimentado em todas as salas de cinema onde o filme estiver em cartaz. A Iguale é a responsável no Brasil e na América Latina pelo aplicativo MovieReading.

Sobre o Filme

Apostando no riso como uma forma de manifestar indignação, a comédia Mulheres no Poder, longa-metragem escrito e dirigido por Gustavo Acioli, narra uma manobra montada pela senadora Maria Pilar (Dira Paes) e pela ministra Ivone Feitosa (Stella Miranda) para fraudar uma concorrência pública. O lobby das duas políticas começa a enfrentar dificuldades quando as assessoras de ambas as autoridades decidem montar um esquema próprio, alheio às intenções de suas empregadoras.

Maria Pilar é uma jovem e carismática senadora, reverenciada em sua terra natal. Em meio à vida palaciana de Brasília, ela articula seus esquemas com charme e bom humor. Características muito diferentes das que compõem a personalidade da ministra Ivone Feitosa. Mais experiente e habituada com os traquejos da política, Ivone delega muitas responsabilidades à sua assessora. É a partir da tramoia elaborada por Ivone e Pilar para burlar a licitação do projeto “Brasil Brasileira” que os meandros da corrupção começam a ser revelados de maneira divertida.

Elenco

Dira Paes (Senadora Maria Pilar)

Stella Miranda (Ministra Ivone Feitosa)

Milena Contrucci Jamel (Madalena)

Gabrielle Lopez (Laila)

João Velho (George)

Paulo Tiefenthaler (Stefan)

Susana Ribeiro (Virgínia Baby)

Roberto Maia (Alberto Baby)

Participações especiais

Totia Meireles

Rogéria

Chica Xavier

Elisa Lucinda

Graciela Pozzobon

Camilo Bevilacqua

Ficha Técnica

Escrito e Dirigido por Gustavo Acioli

Produção: Lavoro Produções

Produtora: Lara Pozzobon

Produção Executiva: Lara Pozzobon Luiz Alberto Gentile

Direção de Fotografia: Pablo Baião e Pablo Hoffmann

Direção de Arte: Elsa Romero e Júlia Pina

Figurino: João De Freitas Henriques

Maquiagem: Evelyn Barbieri

Montagem: Luiz Guimarães De Castro

Desenho de Som e Mixagem: Ricardo Cutz

Som Direto: Rodrigo Maia

Trilha Sonora: Lucas Marcier e Fabiano Krieger

Direção de Produção: Ciça Bertoche

Produção Brasília: Cor Filmes

Pós-Produção de Imagem: Afinal Filmes

Abertura e Créditos Finais: Bruno Ribeiro

Coprodução: Afinal Filmes e Canal Brasil

Distribuição: Downtown Filmes e Paris Filmes

Patrocínio: Petrobrás, Klabin, Inagro, Barudan e Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

MovieReading (acessibilidade): Iguale Comunicação de Acessibilidade

Descrição do cartaz (divulgação): foto de pernas femininas vistas de costas em primeiro plano, ao fundo vê-se o prédio do Congresso Nacional.