Iguale apoia 12º Festival Internacional de Cinema Feminino

Evento exibe 64 produções de 18 países no Centro Cultural Banco do Brasil

Até a próxima segunda-feira, dia 18 de dezembro, acontece a 12ª edição do Festival Internacional de Cinema Feminino – FEMINA no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro. O festival este ano exibe 64 produções, muitas inéditas no Brasil, de 18 países. O evento é realizado pelo Instituto de Cultura e Cidadania Femina desde 2004 e se dedica a exibir longas, médias e curtas-metragens dirigidos por mulheres e/ou com temática feminina. O evento é considerado o primeiro do gênero no Brasil e na América Latina.

Todas as sessões e seminários terão entrada franca (com distribuição de senhas uma hora antes de cada sessão), os organizadores do evento calculam atrair cerca de 1,5 mil pessoas. O evento conta com o apoio da Iguale Comunicação de Acessibilidade, que terá a responsabilidade de produzir para um dos filmes vencedor, os recursos de audiodescrição, legendas e LIBRAS.

Segundo os organizadores, todos os anos, o FEMINA realiza uma homenagem a uma personalidade feminina do cinema nacional. Este ano o evento terá três homenageadas: a cineasta Sandra Werneck, a produtora Vania Catani, e atriz Laura Cardoso.  Com a curadoria de Paula Alves e Eduardo Cerveira, o festival busca valorizar a participação da mulher no cinema, na arte e na cultura, estimular jovens diretoras, incentivar a produção de filmes com protagonismo feminino e debater questões de gênero, assim como ampliar a participação profissional da mulher no cinema e a conscientização da sociedade sobre a igualdade de gênero.

O evento promove também o Seminário FEMINA, de 13 a 15 de dezembro, das 13h às16h30, com a participação de diretoras e pesquisadores, debatendo com o público o tema Feminismos, Cinema e Interseccionalidade: diálogos e estratégias de resistências, trazendo filmes que dialogam com esta questão. São eles: “Historiografia” de Amanda Pó, “Autopsia” de Mariana Barreiros, “Estado Itinerante” de Ana Carolina Soares, “O mais barulhento silêncio” de Marcela Moreno, “A boneca e o silêncio”de Carol Rodrigues e “Quem matou Eloá?” de Livia Perez.  Os temas abordados no seminário serão: “Curadoria e Crítica como espaços políticos”; “Sobre poder e violência: apagamentos, assédios e a cultura do estupro” e, por último, “Debates em torno das violências contra as mulheres e o feminicídio”.

As inscrições podem ser feitas através do site www.feminafest.com.br, a entrada é gratuita e quem participar dos 3 dias de seminário recebe um certificado de participação.

Destaques

Entre os dias 13 e 18, o festival acontece no CCBB RJ, com as tradicionais mostras competitivas “Internacional e Nacional” e sessões especiais divididas em “Programa infantil” (com curtas-metragens de animação e ficção para o público infanto-juveni), dois programas “Dividindo a conta” (com filmes codirigidos por homens e mulheres), Programa experimental (com filmes experimentais dirigidos por mulheres), sessão “Eu gosto é de mulher” (com filmes dirigidos por mulheres com temática lésbica).

Alguns destaques da Competição Internacional são os longas-metragens “Horizontes”, de Eileen Hofer (Suíça), “El placer es mio”, de Elisa Miller (México), “Childhood”, de Margreth Olin (Noruega), “Mala junta”, de Claudia Huaiquimilla (Chile) e Pano de Limpeza, de Ahu Öztürk (Turquia).

Da Competição Brasileira, destacam-se os longas “A Moça do Calendário” (SP), de Helena Ignez, o premiado “Baronesa” (MG), de Juliana Antunes (Troféu Aurora na Mostra Tiradentes desse ano), “Para Ter Onde Ir”, de Jorane Castro, uma produção do Pará, “Com o terceiro olho na terra profanação”, de Catu Rizo (RJ) e o longa que fará sua pre-estreia no Femina, “Pela janela”, de Caroline Leone.

Fora de competição, os curadores destacam a exibição do filme “Tekoha – som da terra”, de Valdelice Veron (Xamiri Nhupoty) e Rodrigo Arajeju – no Programa Dividindo a Conta I, no dia 17, às 13 – Valdelice Veron é Kaiowa, e será a primeira vez que o Femina exibirá um filme de uma cineasta indígena.

[Agenda]

FEMINA – Festival Internacional de Cinema Feminino

Local: CCBB RJ – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro (21) 3808.2020

Datas: de 13 a 18 de dezembro de 2017

Horários: Consultar programação (sessões às 13h, 15h, 17h e 19h)

Entrada franca – Com distribuição de senhas 1h antes de cada sessão

Lotação: 98 lugares (mais 4  para cadeirantes)

Classificação: Consultar programação (desde livres – como o programa infantil, 12, 14 e 16 anos)

Acesso para pessoas com deficiência: sim

Recursos acessíveis: Iguale Comunicação de Acessibilidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>