IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro tem espetáculos contendo o recurso acessível de audiodescrição

O recurso estará disponível nas sessões dos oito espetáculos da programação, com o padrão de qualidade dos projetos assinados pela Iguale; a mostra acontecerá de fevereiro a julho

São Paulo, 9 de fevereiro de 2017 – O público com deficiência visual que aprecia espetáculos teatrais, principalmente quando os mesmos têm recursos de acessibilidade, não pode perder a IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro, que acontece entre fevereiro e julho, no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo. Com os recursos de audiodescrição produzidos pela Iguale Comunicação de Acessibilidade, os espetáculos proporcionarão mais autonomia aos espectadores que, por sua vez, terão melhor entendimento do conteúdo não verbal de cada uma das peças em cartaz.

Fazem parte da Mostra espetáculos de qualidade, produzidos por companhias, grupos e produtores independentes, que circularam pelos mais variados pontos do país, durante o Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2015/2016. Segundo os realizadores, a Mostra, cuja realização se dá em parceria com o Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer e o Itaú Cultural, contará com oito espetáculos, que levarão ao público um painel da produção teatral contemporânea a preços populares, com ingressos a R$ 20, e apresentações aos sábados e domingos.

As peças que serão exibidas na IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro, contendo o recurso de audiodescrição realizado pela Iguale são: O Duelo, Rádio Variété, Trágica.3, Conselho de Classe, Vianinha conta o Último Combate do Homens Comum, Contrações, BR TRANS e Nós Sempre Teremos Paris. No elenco destes espetáculos, estão nomes como Camila Pitanga, Denise Del Vecchio, Leticia Sabatella, Debora Falabella e Françoise Forton.

Como explica o diretor da Iguale, Mauricio Santana, em um espetáculo teatral, a audiodescrição, que pode ser considerada um modo de tradução audiovisual intersemiótica (do visual para o verbal), narra através ou pela voz de um audiodescritor, o máximo de detalhes de tudo o que acontece nos atos, sem os quais uma pessoa com deficiência visual não compreenderia com autonomia o espetáculo.

Mauricio revela ainda que a audiodescrição interage de acordo com os espaços oferecidos entre os diálogos dos personagens, respeitando o roteiro original, as intenções de pausas, ruídos sonoros e trilhas. “É um recurso que promove acesso e autonomia às pessoas com deficiência visual”, completa.

 Programação geral e elenco da Mostra

11 e 12 de Fevereiro – O Duelo

Com Camila Pitanga, Aury Porto, Carol Badra e elenco, direção Georgette Fadel

 18 e 19 de Fevereiro – Rádio Variété

Com Fernando Sampaio, Fernando Paz e Felipe Bregantim, direção Fernando Sampaio

25 e 26 de Março – Trágica.3

Com Denise Del Vecchio, Leticia Sabatella, Miwa Yanagizawa, Fernando Alves Pinto e Marcelo H., direção Guilherme Leme

22, 23 de Abril – Conselho de Classe

Com Leonardo Netto, Marcelo Olinto, Lourival Prudêncio, João Rodrigo Ostrower, Thierry Trémouroux, Cesar Augusto, direção Bel Garcia e Susana Ribeiro

27, 28 de Maio – Vianinha conta o Último Combate do Homens Comum

Com Alexandre David, Ana Barrosos e Ana Veloso e elenco, direção Aderbal Freire-Filho

17 e 18 de Junho – Contrações

Com Debora Falabella e Yara de Novaes, direção de Grace Passô

24 e 25 de Junho – BR TRANS

Com Silvero Pereira, direção Jezebel De Carli

01 e 02 de Julho – Nós Sempre Teremos Paris

Com Françoise Forton e Mauricio Baduh, texto de Artur Xexéu, direção de Jacqueline Laurence

Mais informações: www.mostradeteatro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>